NodeData: "text" : "Acordo entre BPI e BEI", "data" : {"title" : "Acordo entre BPI e BEI", "url" : "/particulares/acordo-entre-bpi-e-bei", "type" : "null", "catalog" : "null", "contentId" : "PR_WCS01_UCM01073460", "params" : {"content_id" : "PR_WCS01_UCM01073460", "page" : "null"}}

Simule Aqui

Sabe quanto vai receber na reforma?
PR_WCS01_UCM01073460

Acordo entre BPI e BEI

BPI e BEI disponibilizam €500 milhões para financiar empresas portuguesas de pequena e média dimensão.

  • Operação marca o regresso do BEI ao mercado português de obrigações hipotecárias.
  • BPI oferece condições vantajosas em termos de maturidade e taxas no financiamento a longo prazo a PME e midcaps portuguesas.


O Banco BPI SA (BPI) e o Banco Europeu de Investimento (BEI) deram novos passos no sentido de estreitar a sua colaboração com vista ao financiamento de PME e midcaps em Portugal. O BEI concluiu a subscrição de 250 milhões em obrigações hipotecárias (covered bond), emitidas pelo BPI ao abrigo do programa de 7.000 milhões de euros em obrigações hipotecárias do banco português. A Vice-presidente do BEI, Emma Navarro, e o administrador executivo do BPI, Ignácio Álvarez-Rendueles, ratificaram o acordo em Lisboa (foto em anexo).

Esta operação permite ao banco da UE facilitar o financiamento de projetos de investimento de pequena e média dimensão implementados por empresas portuguesas. Parte deste empréstimo destina-se também ao financiamento de projetos de entidades públicas e outros promotores em diferentes setores da indústria e dos serviços. A operação também marca o regresso do BEI ao mercado português de obrigações hipotecárias, onde a entidade vê um grande potencial e que constitui uma alternativa adicional para canalizar o financiamento do BEI para projetos de investimento.

No âmbito deste acordo, esta linha de 250 milhões de euros do BEI será complementada por um financiamento no mesmo montante disponibilizado pelo BPI. Desta forma, o volume total de financiamento disponível para as PME e midcaps através deste acordo alcançará os 500 milhões de euros. Com o apoio do banco da UE, as empresas portuguesas vão beneficiar do acesso a financiamento de longo-prazo em condições favoráveis para os seus investimentos, já que o BPI vai transferir para os Clientes as condições vantajosas de financiamento em termos de maturidade e taxas de juro. O empréstimo do BEI vai permitir o financiamento de até 100% do custo total de cada projeto para PME e midcaps (com um máximo de 12,5 milhões de euros por projeto) e até 50% para outros tipos de projeto.

Na cerimónia de assinatura celebrada em Lisboa, Ignácio Álvarez-Rendueles, Administrador Executivo do BPI, disse: "Estamos muito satisfeitos com esta operação que representa a continuação de uma relação de longo-prazo entre o BPI e o BEI. Gostaria de salientar a excelente relação de trabalho, que permitiu que esta operação fosse realizada num formato muito inovador e num curto espaço de tempo. A cooperação com o BEI é fundamental para o compromisso do BPI com o financiamento das PME e midcaps em Portugal, uma área de negócio central para o Banco".

A Vice-presidente do BEI que coordena a atividade da instituição em Portugal, Emma Navarro, afirmou: "Estamos satisfeitos por apoiar o crescimento e a competitividade das empresas portuguesas, que são veículos essenciais para a criação de emprego em Portugal. Com este acordo, vão beneficiar de financiamento a longo-prazo com condições vantajosas disponibilizado pelo BEI. Enquanto banco da UE, temos o compromisso de apoiar os pequenos negócios. De facto, trata-se de uma das nossas principais prioridades: assegurar que as PME têm acesso a crédito é fundamental para promover a inovação e o crescimento económico na UE".

A relação do BEI com o BPI iniciou-se em 1985 pouco após a criação da instituição financeira em 1983. As duas instituições celebraram nos últimos anos numerosos acordos de financiamento para apoiar diferentes sectores da economia, incluindo empresas do sector agrícola e agroalimentar e projetos na área da eficiência energética, a última no âmbito de uma iniciativa de investimento apoiada pela União Europeia (PF4EE). O BPI beneficia de várias linhas de financiamento concedidas pelo BEI para apoio a PME (empresas com menos de 250 colaboradores) e midcaps (empresas com mais de 250 e menos de 3.000 colaboradores), permitindo às empresas aceder a fundos a taxas favoráveis.

Sobre o Banco Europeu de Investimento

O Banco Europeu de Investimento (BEI) é a instituição de financiamento da União Europeia (UE), cujo capital é detido pelos respetivos Estados-Membros. O BEI financia projetos sustentáveis que contribuam para a concretização dos objetivos da União Europeia. Para mais informações sobre o BEI em Portugal, clique aqui.

Em 2017, o Grupo BEI disponibilizou 29.600 milhões de euros a 285.000 empresas em toda a União Europeia. Em Portugal, também no ano passado, o Grupo BEI assinou acordos no montante de 1.906 milhões de euros, incluindo 1.022 milhões de euros que contribuíram para apoiar mais de 6.600 PME portuguesas.