NodeData: "text" : "Exposição de Anish Kapoor ", "data" : {"title" : "Exposição de Anish Kapoor ", "url" : "/pensoes/exposicao-de-anish-kapoor", "type" : "null", "catalog" : "null", "contentId" : "PR_WCS01_UCM01063872", "params" : {"content_id" : "PR_WCS01_UCM01063872", "page" : "null"}}

Simule Aqui

Sabe quanto vai receber na reforma?
PR_WCS01_UCM01063872

Exposição de Anish Kapoor

Fundação Bancária "la Caixa" mecenas da Fundação de Serralves.

A diretora geral adjunta da Fundação Bancária "la Caixa", Elisa Durán, e a presidente da Fundação de Serralves, Ana Pinho, assinaram um acordo hoje, 13 de março de 2018, em Barcelona, para o apoio mecenático à exposição de Anish Kapoor, sem dúvida um dos escultores mais proeminentes da atualidade.

A mostra, que decorrerá de 21 de junho de 2018 a 6 de janeiro de 2019, na Fundação de Serralves, incluirá uma seleção dos projetos mais recentes do artista, alguns deles inéditos, oferecendo uma panorâmica da sua linguagem escultórica. De forma excecional, a exposição estará patente maioritariamente no Parque de Serralves, e simultaneamente, no interior do museu, onde serão apresentadas uma série de maquetes de trabalhos realizados e não realizados, que abarcam desde a década de noventa até aos dias de hoje e que complementarão as obras expostas no parque.

Anish Kapoor (Bombaim, Índia, 1954) é na atualidade um dos escultores mais influentes e reconhecidos a nível mundial. Radicado em Londres desde a década de 70, Kapoor alcançou o reconhecimento internacional enquanto membro da geração de novos escultores britânicos dos anos 80, pelas suas esculturas a uma escala monumental. Um dos trabalhos mais conhecidos de Kapoor é Cloud Gate (2006), concebido para o Millenium Park, na baixa de Chicago.

A obra do artista indo-britânico está presente na Coleção "la Caixa", que com um milhar de obras é o fundo privado de arte contemporânea mais importante do sul da Europa. A entidade conta com duas criações de Kapoor do início dos anos 90 - Untitlled (1991-1992) e When I Am Pregnant (1992) -, duas obras de natureza escultórica, que dialogam entre elas e que fazem referência ao andrógino, um conceito que Kapoor debate frequentemente nas suas criações.

Com a assinatura deste acordo, a Fundação Bancária "la Caixa" e a  Fundação de Serralves consolidam a relação de colaboração ao longo dos últimos anos que permitiu que em 2016 a Fundação Bancária "la Caixa" tenha apoiado a exposição Joan Miró: Materialidade e Metamorfose. Esta mostra, uma das mais relevantes em Portugal nos últimos anos, contou com mais de 240.000 visitantes.

O Museu de Serralves é o mais importante museu de arte contemporânea em Portugal, e uma das instituições mais reconhecidas da Europa no domínio da arte e cultura contemporânea. Situado nos espaços únicos da Fundação de Serralves no Porto (que incluem um Parque de 18 hectares e a Casa de Serralves, um notável exemplo de um edifício art déco), o Museu desenhado por Álvaro Siza abriu as portas em 1999. Através da sua Coleção, de exposições temporárias, programas educativos, sessões públicas, espetáculos de música, dança e performance, da sua atividade editorial e de parcerias, a nível nacional e internacional, o Museu promove a fruição e a compreensão da arte e da cultura contemporâneas.

A Fundação Bancária, primeira fundação de Espanha e uma das mais relevantes a nível internacional, iniciou este ano a implantação da sua ação em Portugal, fruto da entrada do BPI no Grupo CaixaBank. A divulgação da cultura, concebida como motor de progresso individual e coletivo, será uma das linhas estratégicas de atuação da entidade.